Posto que fornecia menos gasolina que o pago pelo cliente tem bombas lacradas

Porto Alegre – A Polícia Civil, em conjunto com o Procon Municipal, Agência Nacional do Petróleo e o Inmetro, flagrou um posto de gasolina, na Zona Norte, que enganava os clientes na hora do abastecimento. Segundo a Delegacia do Consumidor do Departamento de Investigações Criminais (Deic), o posto teve três bombas de combustíveis interditadas. Ainda segundo a polícia, um dos bicos fornecia menos combustível do que a quantidade registrada no marcador da bomba.