Parque Aldeia do Imigrante apresenta balanço de 180 dias

Com fotos, Hélio Junior aponta mudanças já realizadas no parque (crédito: Francis Jonas Limberger)

Nova Petrópolis – A Urbanes Empreendimentos realizou na tarde de segunda-feira, dia 3, uma coletiva de imprensa em que apresentou um balanço dos primeiros 180 dias de concessão do Parque Aldeia do Imigrante. A apresentação, seguida de visitação no interior do atrativo, foi conduzida pelo diretor da empresa, Hélio Junior. Na ocasião, ele também apresentou profissionais das empresas contratadas pela Urbanes para atuar no parque.

O consultor de revitalização Cláudio José Weber, a arquiteta Taty Kaiser, a engenheira agrônoma Luciane Franzen e a contadora Daniele Kunzler participaram do encontro, detalhando informações pertinentes às suas áreas de atuação. Além deles, atuam no parque a arquiteta Gabriela Backes (Toni Backes Paisagismo), o eletrotécnico Marcelo Gottschalk (Enermag Soluções em Energia) e Cláudio Luís Weber – Kidi (K&M Segurança).

“A Urbanes tem a sua sede administrativa na cidade de Santa Maria e contamos com uma equipe de profissionais contratados para nos assessorar no Parque Aldeia do Imigrante, onde as prioridades são a segurança dos clientes e a preservação das características germânicas”, disse Hélio Junior.

Apresentando fotos comparativas (antes e depois), o diretor listou as melhorias já realizadas. Segundo ele, muitas destas obras não estavam previstas, representando cerca de R$ 250 mil do investimento de R$ 1,5 milhão já realizado no parque. “Gastamos mais do que estava previsto, mas consideramos isso necessário, pois o intuito da Urbanes é atuar por 12 anos no parque e para isso todas as melhorias precisam ser bem feitas”.

Entre os números apresentados, Junior também citou o resultado da bilheteria em novembro. Cerca de 17 mil pessoas entraram no parque, número que inclui os moradores de Nova Petrópolis, isentos de pagamento.

Possíveis investimentos
Com o intuito de manter os visitantes por mais tempo no parque, Cláudio José Weber falou de novas atrações que poderão ser instaladas. “Temos muitas ideias, mas isso tudo está em fase de planejamento e estudos, para ver se é viável, e dependerá do aval da Prefeitura, conforme prevê o contrato. Algumas dessas ideias podem nem sair do papel”, disse.

Nesse planejamento, a área do parque foi dividida em zonas, cada uma com previsão de receber novos atrativos. Neste sentido, destaque para o projeto do primeiro trecho de uma ciclovia, a construção de uma torre que poderá ser vista da Av. 15 de Novembro e o “Reino das Fábulas”, a ser instalado na área de mata atrás da Aldeia Histórica.

Sustentabilidade
A sustentabilidade é uma das marcas dos investimentos no Parque Aldeia do Imigrante. Conforme as informações apresentadas, o atrativo turístico já conta com duas cisternas, que podem armazenar 20 mil litros de água da chuva. Para usos como irrigação dos canteiros também está sendo utilizada água dos lagos.

Em outra frente, a Urbanes investirá em energia solar. Com as placas fotovoltaicas e a substituição de lâmpadas antigas (cujo consumo é maior), a expectativa é reduzir os gastos com energia em 70%.