Por Carolina Dalcin, sócia proprietária da Terapêutica Studio Pilates

Prestar atenção nas reações que nosso corpo apresenta ao ouvir um som muito alto, ao perceber uma luz forte, ao comer algo amargo ou ao queimar-se na chapa do fogão são sinais de que estamos ligados com nossa consciência corporal, que nada mais é do que ficar atento às alterações apresentadas pelo corpo.

Quando não prestamos atenção nos sinais que nosso corpo apresenta, podemos facilmente fadigar a musculatura, por exemplo. Ao praticar um exercício sem ter consciência do movimento, sofremos grande chance de lesão. É importante saber como nosso corpo funciona e quais são as suas limitações. Muitas doenças surgem por fazermos nosso corpo aguentar mais do que ele é capaz.

Respeite seu próprio ritmo, já dizia Joseph Pilates

No dia a dia, também temos exemplos da falta de consciência corporal. Quantas vezes alguém já chamou sua atenção devido a postura que você mantém ao sentar? Ou a maneira de você caminhar? Ou ainda, você já ouviu a frase “calma, relaxe!”? Nessa hora acredito que seus ombros estavam muito tensos, contraídos, “lá nas orelhas”, como costumamos dizer aqui no Pilates. Esses são alguns sinais de que precisamos do outro para nos alertar. Se você tem colega de trabalho, peça que ele o observe, e faça isso você também. Não conseguimos perceber que estamos sentando de maneira errada sozinho, apenas quando as dores começarem a aparecer e por isso é tão importante a ajuda do outro.

Praticar atividade física é fundamental para o melhor funcionamento do corpo. Escolha a atividade que você mais se identifica e procure sempre prestar atenção para qual finalidade você está realizando o devido exercício. Cada exercícios tem um porquê de ser feito, pergunte a seu instrutor. Questione o porquê desse movimento, assim você poderá aproveitar melhor e render muito mais do que fazer o exercício só por fazer.

A pratica do método Pilates vai reorganizando o corpo e ativando a consciência corporal através de estímulos verbais e toques para que o praticante possa perceber qual musculatura deve ser ativada, assim ele passa a relaxar músculos que não fazem parte do exercício, gastando muito menos energia e esforço. Com a continuidade do Pilates, o praticante aprende a se autocorrigir, a relaxar grupos musculares antes muito tensos, a manter-se em boa postura, a andar de maneira equilibrada, a desenvolver suas funções diárias de modo correto melhorando seu desempenho.

Cada futuro praticante do método Pilates busca algo, seja melhorar a postura, as tensões, ou até aliviar as dores causadas por uma queda, ou uma hérnia discal, enfim, são inúmeros motivos que trazem o futuro praticante aos nossos estúdios. O primeiro contato nosso é através de uma sessão experimental, onde é realizada a avaliação postural e a avaliação quanto à força, alongamento, coordenação, consciência corporal e equilíbrio. Após essa sessão dá-se início à prática do método. A sessão de Pilates tem duração de uma hora, e pode se realizada com até três praticantes por horário, dessa forma podemos atender de forma individualizada. A particularidade de cada praticante é respeitada e as necessidades são lembradas a cada sessão para que a evolução aconteça.
Agende sua sessão de Pilates. … Não esqueça – “ESCUTE SEU CORPO!”