Grêmio sente maratona e elenco tem quarta lesão em uma semana

Alisson se junta a Jael, Arthur e Everton como desfalque por lesão muscular no Grêmio.

Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores. O Grêmio tem jogado a cada três dias e na última semana parece ter sentido a fadiga acumulada. Com a lesão de Alisson, no início do jogo contra o Monagas-VEN (partida vencida pelo Tricolor por 2 a 1, nessa terça-feira), Renato Gaúcho perdeu quatro jogadores em pouco tempo. Os problemas musculares retiram opções e fragilizam o time. Principalmente o setor ofensivo.

A baixa de Alisson, ainda sem tempo de recuperação informado, se junta aos problemas de Jael, Arthur e Everton. O centroavante é quem deve voltar antes.

Jael ficou fora do jogo contra o Goiás, pela Copa do Brasil, e depois foi vetado do Gre-Nal. O Grêmio informou que o centroavante teve lesão de grau um na coxa direita depois do jogo contra o Santos, pelo Brasileirão.

Arthur e Everton jogaram contra o Inter e se lesionaram. O volante teve diagnosticada lesão de grau dois no reto femural da perna direita. Já o meia-atacante é baixa em virtude de lesão no músculo adutor da coxa esquerda. Ambos ficam fora por três semanas.

Alisson ainda será submetido a exame médico na volta a Porto Alegre. Mas pelos sinais, queda imediata depois de levar a mão ao posterior da coxa esquerda, o quadro inspira cuidados. E a baixa dele é uma grande dor de cabeça. O camisa 23 era o substituto de Everton.

Além do quarteto, Léo Moura também está fora. O lateral direito foi vetado do Gre-Nal por dores musculares e neste ano já teve uma lesão muscular confirmada. Ao longo de 2018 ele tem sido usado com cuidado pelo estilo de jogo do time e idade.

O Grêmio já disputou 30 jogos na atual temporada – quatro deles com o chamado time de transição no início do Gauchão. Alisson participou de 27 partidas e é quem mais atuou pelo Tricolor no ano. Everton vem em segundo lugar (empatado com Bruno Cortez) com 22 aparições, Marcelo Grohe é o terceiro do ranking com um jogo a menos e por fim surge Kannemann e Jael, com 20 atuações. Arthur jogou 15 vezes e Léo Moura 14.