Prefeito de Lindolfo conversou com a senadora Ana Amélia Lemos (Créditos: Divulgação)

Lindolfo Collor – Na próxima semana, a administração municipal será comandada pelo vice-prefeito, Gilmar de Quadro (Gordinho – PT). Oficialmente, ele assume o governo nesta quinta-feira. O prefeito Wiliam Winck (PP) entra em férias e retorna no final do mês.

Mas, enquanto não passa o cargo de prefeito ao seu vice, Winck foi para Brasília em busca de recursos para Lindolfo Collor. Em contato com a reportagem, ele explicou que passou por alguns gabinetes de deputados federais. Winck esteve com o petista Elvino Bohn Gass, com o deputado federal Renato Molling (PP) e também com o parlamentar Danrlei de Deus (PSD). “Pedi para eles incluírem na LOA”, comentou o prefeito ao se referir aos recursos solicitados.

COM A SENADORA 

Uma das autoridades políticas que encontrou em Brasília foi a senadora Ana Amélia Lemos, do PP. Ela, que era candidata a vice-presidente na chapa com Alckmin, deve sair do Senado Federal no final do ano. O prefeito comentou sobre a senadora. “Ela disse que foi uma experiência legal, que aprendeu muito e não se arrepende. Disse que vai continuar com o trabalho e que tentaram fazer um trabalho de bem. Também disse que está com consciência tranquila. É uma mulher fenomenal”, elogiou.

O prefeito chegou em Brasília na terça-feira e durante toda a quarta-feira, fez visitas aos gabinetes, além de ir no FNDE para pedir a liberação de dois ônibus para Lindolfo. “A princípio tá tudo ok. Mas tem que esperar passar o segundo turno (das eleições) para eles começarem a liberar os ônibus”, finalizou.

Leia também: 

Jair Bolsonaro foi o mais votado em Lindolfo: 1.753 votos

Feriadão: Três Passos é o destino mais procurado por ivotienses