Crise no hospital é debatida por mais de 40 pessoas em Dois Irmãos

Encontro aconteceu na Sala de Reuniões da Liga. (foto: Rogério Savian)

Dois Irmãos – Por quase três horas, 43 pessoas de diferentes entidades do município estiveram na Sala de Reuniões da Liga para debater assuntos relacionados ao Hospital São José. Entre os participantes marcaram presença funcionários e ex-funcionários do hospital, o Promotor de Justiça Wilson Grezzana, Conselho Municipal de Saúde, administração do ISEV, Sindicato de Saúde dos Trabalhadores da Saúde, vereadores, voluntárias do hospital, Liga, Apae e funcionários da Prefeitura. O encontro tratou da atual administração do hospital, que é de responsabilidade do ISEV até janeiro. Entre as principais pautas estiveram as dívidas trabalhistas e com fornecedores, denúncias de assédio moral contra funcionários, entre outros. Uma das maiores preocupações apontadas é o futuro do hospital a partir do próximo ano e em relação aos atrasos de encargos trabalhistas. O ISEV afirmou que depende dos repasses do Estado para honrar com os compromissos. A ausência da prefeita Tânia da Silva e também do secretário de Saúde, Afonso Bastian, foram questionados no encontro. A justificativa apresentada é de que eles já teriam outros compromissos agendados. Representando a administração municipal estiveram a chefe do Departamento de saúde, Anelise Steffen, e o secretário de Planejamento e Habitação Nei Ferraz.

Confira a matéria completa na edição impressa e digital da próxima segunda-feira, 15.

Leia também:

Dois Irmãos, Morro Reuter e Herval debatem pagar R$ 620 para cada bombeiro como auxílio-permanência

Mais de R$ 90 mil de recursos do Kerb são repassados para entidades de Dois Irmãos