Marlei Willers se preparou três meses e ficou entre as melhores

Morro Reuter – “Meu objetivo era tentar ficar entre as 30. Quando recebi o ranking oficial e vi meu nome em 11º, foi uma alegria imensa. As 10 atletas que ficaram na minha frente, integraram o pelotão de elite e meu tempo fui muito parecido com o de quatro delas. Foi o melhor resultado para fechar o ano”, comemora a corredora de Morro Reuter, Marlei Willers, 40 anos, que no último dia 9, encarou a XX Volta Internacional da Pampulha, em Belo Horizonte. O resultado dela foi surpreendente e é mais uma prova do seu potencial profissional para a corrida. Ela finalizou o percurso de 18 quilômetros em 1h11min55seg. A campeã da Pampulha foi a queniana Sharon Chelimo Arusho com 1h05min11seg. Do 7º ao 11º lugar, a diferença foram de poucos segundos. A Volta Internacional da Pampulha reuniu cerca de 18 mil participantes.

Para 2019, Marlei, que integra a equipe dois-irmonense de corrida Body&mind, tentará correr junto ao pelotão de elite. “Neste ano, já tentamos entrar, mas não consegui. Agora, com este resultado, a luta vai ser para me unir ao grupo. Se conseguir entrar no pelotão de elite, a tendência é ter um resultado melhor, pois o aquecimento acontece em um espaço reservado e a largada ocorre antes do grande grupo. Dessa vez, larguei no meio da multidão, o que dificulta um pouco mais a questão do tempo. Os objetivos estão lançados, mas o resultado deste ano foi incrível. Participar da Volta Internacional da Pampulha foi uma grande realização”, disse ela.

Marlei viajou para Belo Horizonte ao lado de mais integrantes da equipe Body e Mind, que também participaram da Volta da Pampulha: professor Júlio Pauletti, Caliandra Avila, José Luis de Avila e Leomir Kroetz.

Reportagem completa na edição desta quinta-feira.