Como as filmadoras podem ajudar na segurança pública em Linha Nova

É promissora a notícia que saiu da Prefeitura nesta semana. Vai ter monitoramento de câmeras de vídeo na Prefeitura, Escola 20 de Março e Centro de Saúde e no Parque Municipal. Um investimento que ficará entre as grandes realizações deste governo. Haverá ganhos em segurança, mas principalmente na questão do bom funcionamento do serviço público. Um verdadeiro Big Brother.

SEGURANÇA

Segundo a Prefeitura, a instalação das filmadoras é um primeiro passo para o sistema de videomonitoramento, onde as imagens serão transmitidas para a Brigada Militar, aí sim gerando um acréscimo maiúsculo na segurança. Mas para isso o município precisa firmar um convênio com a Secretaria de Segurança Pública do Estado. É uma conversa que ouvimos há muitos anos. O tal do convênio que nunca sai. Isso em Linha Nova e em muitos outros municípios. Não se sabe se as exigências do Estado são complexas demais ou se as prefeituras não querem gastar o que precisa.

QUESTÃO LEGAL

A Secretaria de Segurança Pública tem um padrão técnico que precisa ser atendido pelas prefeituras que querem ter videomonitoramento da Brigada Militar. Daí a necessidade do convênio. Mas ele também envolve uma questão legal, porque está sendo tratado de imagens públicas. Esta filmagem precisa estar amparada em lei para uso da polícia.

ALTERNATIVA

Aqui do lado, em Nova Petrópolis, o sistema de videomonitoramento já funciona. Na época da inauguração fomos convidados a conhecer a sala de operações da Brigada Militar. São várias filmadoras espalhadas pela cidade e as imagens chegam para os policiais com muita qualidade. O equipamento tem muitos recursos e é possível identificar uma pessoa ou placa de carro mesmo a grande distância. Mas não é este o exemplo que eu quero dar de Nova Petrópolis. É que lá também existem filmadoras que não são exatamente de segurança, e sim do turismo. Estão espalhadas em vários atrativos turísticos, como a Praça das Flores, e até pracinhas de bairros. E agora o grande detalhe: as imagens geradas por essas câmeras do turismo podem ser conferidas ao vivo por qualquer pessoa no site da Prefeitura. Isso graças a uma com uma empresa de internet. Está tudo lá. Qualquer um pode olhar as pessoas caminhando dentro do labirinto verde. Ao vivo .

ALTERNATIVA I

Uma vez que as imagens estão disponíveis livremente no site, vários usos são permitidos. Turistas podem conferir como está a situação no lugar que querem visitar. Os pais podem acompanhar os filhos que estão brincando na pracinha. E a Brigada Militar pode monitorar estes lugares também. Sem convênio algum.

SUGESTÃO

Então aqui está a sugestão para a administração municipal de Linha Nova. Enquanto o convênio com o Estado não é formalizado, disponibilizar as imagens das câmeras ao vivo no site da Prefeitura. Não terá a mesma qualidade do videomonitoramento, mas com certeza a Brigada Militar irá fazer uso importante em situações de necessidade.