Cabo Daciolo pede ao TSE anulação do 1º turno das eleições por fraude

(Créditos: Reprodução)

SÃO PAULO – Cabo Daciolo, que tentou se eleger presidente neste ano e atua como deputado federal pelo Patriota-RJ, solicitou ao TSE a anulação do primeiro turno das Eleições e a adoção do sistema de cédulas para votação.

Ele alega “inúmeras denúncias de mau funcionamento” e de “adulteração de grande contingente de urnas”.

Em entrevista a canais de televisão, Daciolo disse que vai atrás de “todos os presidenciáveis, porque é inadmissível que eles estejam calados”. Ele cita também que Bolsonaro teria denunciado, antes do resultado, urnas fraudulentas, mas depois teria ficado em silêncio.

Em mais de uma ocasião, o TSE armou que não há indício de fraude ocorrida com as urnas eletrônicas desde 1996, quando começaram a ser implantadas.

Também citadas por Daciolo, as 2,4 mil urnas substituídas corresponde a menos da metade do número de 2014 (5.275) e a apenas 0,46% do total de urnas utilizadas no Brasil.

As substituições ocorrem por motivos diversos – não se falou em registro de fraude.