Santa Cruz do Sul – Alunos da Universidade de Santa Cruz do Sul, acompanhados do presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o deputado estadual Juliano Roso, registraram boletim de ocorrência nas polícias Civil e Federal, na quarta-feira, 11 de julho, contra casos de racismo ocorridos no campus.

Na tarde de terça-feira, novas mensagens preconceituosas foram encontradas no banheiro da universidade. Diante da situação, a Unisc registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil. O primeiro caso de racismo foi registrado na última quinta-feira, 5 de julho. Frases com apologia à violência e de discriminação racial foram encontradas pelo estudante do curso de Produção Audiovisual Jonatan Pacheco no banheiro da Unisc. Ele publicou as fotos nas redes sociais, e o post teve alta repercussão.

O Coordenador de Comunicação da Unisc, Everson Carvalho de Bello, informou que a universidade reforçou a segurança no campus e já apagou as novas frases. “Identificada a autoria, o aluno será desligado. A partir de agora, nós estamos com o foco em desenvolver campanhas educativas e dar o amparo necessário para as pessoas que estão envolvidas nessa situação. Vamos também reforçar as nossas ações de pesquisa e extensão que se referem ao tema para que a gente possa cada vez mais está problematizando e trazendo essa discussão para dentro da universidade”.

Leia também:

Galhos da discórdia em Ivoti